Feeds:
Posts
Comentários

Um material legal que achei esses dias na Net foi sobre os comandos basicos do FTP, simples e uteis. Veja abaixo a materia do Marcos Rosendo Dalte.

FTP (File Transfer Protocol) é o protocolo de transferência de arquivos pela internet. A transferência se dá entre um programa cliente e um servidor e pode acontecer do servidor para o cliente (download) e do cliente para o servidor (upload). Vamos aprender a usar o ftp cliente em modo texto. Existem também muitos programas de FTP Cliente que abrangem muitas das funcionalidades que serão aqui descritas, por meio de interface gráfica.

Fazendo um download

No console do Linux ou CMD(Windows) digite:

ftp ftp.nome_servidor.com.br ou ftp 10.100.10.122

Você deverá entrar agora com nome e senha, logo após aparecerá o prompt do servidor ftp.
Alguns comandos importantes.Para saber em que diretório estamos:
ftp> pwd

Para listar o conteúdo: (mesma funcionalidade do ls -l)
ftp> dir

Comando para mostrar simbolos de # durante o download do arquivo:
ftp> hash
Desligar o modo interativo do ftp. Isso evita que o ftp peça a confirmação para cada arquivo a ser transferido:(Importante no caso da transferência de muitos arquivos) ou se você digitar no inicio da conexão ftp -i 10.100.10.122, onde o -i tem o mesmo valor que o comando prompt.
ftp> prompt
Desse modo setamos a transferência para modo binário. A transferência pode ser tanto no modo binário para arquivos não texto e AscII para arquivos texto. Mas prefira sempre usar o modo binário:
ftp> binary
ou
ftp> bin
 

Sair temporariamente do modo ftp e ir para o shell: (portanto ao retornar é preciso digitar novamente os comandos hash,prompt e binary se for o caso.)
ftp> !

 

Digite exit para voltar ao ftp.Dessa forma o ftp assume que o diretório corrente passa a ser o local onde indicamos:
ftp> lcd nome_diretorio

Para fazer upload o procedimento é o mesmo a única diferença é que usamos put e mput no lugar de get e mget respectivamente.
ftp> put name_file
ftp> mput*

Usando get, para transferir um arquivo por vez. O get não suporta o uso de metacaracteres:
ftp> get name_file 

Com mget, podemos transferir vários arquivos de uma vez e podemos usar metacaracteres. O comando abaixo transfere todos os arquivos.
ftp> mget*
Trazer algumas informações relevantes
ftp> status
Connected to 10.100.10.122.
Type: binary; Verbose: On ; Bell: Off ; Prompting: Off ; Globbing: On
Debugging: Off ; Hash mark printing: On .

Sair do ftp
ftp> bye
ou
ftp> quit

Digitando help listamos uma série de comandos aceitos pelo ftp

mkdir -> cria diretório no servidor ftp
rmdir -> apaga diretório no servidor ftp
status -> estado da conexão com o servidor
ftp mdelete -> apaga arquivo no servidor ftp

Fonte: http://marcosdalte.blogspot.com.br/2008/02/transferncia-de-arquivos-por-ftp.html

Quem utiliza o Switch USB da “Digi” ja deve ter passado pelo mesmo problema, em servidores com Sistema Operacional Windows Server 2003, apos instalar o Driver e o Serviço, o SO nao reconhece o disposito USB.n Isto acontece pois no SO por default não vem o arquivo USBD.SYS dentro do diretorio “C:\Windows\System32\drivers”. Siga abaixo os passos para a solução deste problema.

AnywhereUSB workaround for Virtual Machine installation. Status says “Connected to this computer” but the “AnywhereUSB Host Controller” in Device Manager has a yellow warning icon, error code 39.

Does the virtual machine have the file “USBD.SYS” in the “…\system32\drivers” folder? If not, the following workaround is required:

1. Make sure Windows is configured to show file extensions.

For XP, in My Computer, click “Tools / Folder Options” then click the “View” tab. Scroll down and uncheck “Hide extensions for known file types” (unless it’s already unchecked) then click OK. For Vista and Server 2008, go to “Computer”, click “Organize, Folder and Search Options” then click the “View” tab. Scroll down and uncheck “Hide extensions for known file types” (unless it’s already unchecked) then click OK.

2. Search the Windows disc that matches the virtual machine’s Operating System for the file “USBD.SY_” or “usbd.sys”.

The exact location of  this file varies, depending on the Windows Operating System:

XP 32-bit: “i386” folder
XP 64-bit: “IA64” folder
Server 2003: “i386” folder
Server 2003 R2: “i386\DRIVER.CAB”
Server 2008 & Server 2008 R2: “sources\install.wim\5\Windows\System32\drivers\”
Vista: “sources\install.wim\5\Windows\System32\drivers\”
Windows 7:  “sources\install.wim\4\Windows\System32\drivers\”

Note: For newer OSs with the install.wim file, we recommend using software such as 7-Zip to browse the contents of that file in order to locate the USBD.SY_ or usbd.sys file.

3. Copy “USBD.SY_” (or usbd.sys, depending) and paste it in the “…\system32\drivers” folder on the virtual machine.  If the file you’re using is “USBD.SY_”, rename it to “usbd.sys”.

Be sure to paste it in the “drivers” subfolder, not “system32”.

4. Reboot the virtual machine.

5. After Windows loads, the AnywhereUSB Host Controller(s) and AnywhereUSB/RealPortUSB Root Hub(s) component(s) in Windows Device Manager should successfully install automatically.

Fonte: http://www.digi.com/support/kbase/kbaseresultdetl?id=1051

Mais um problema que me deparei e que os post dos colegas me ajudaram…. desta vez o problema foi ao instalar a console do Exchange 2007 num WinXP para Exportar PST e a console não abria. veja abaixo a solução.

snapin_exchange2007

Solução: Executar os passos abaixo, atente que as respostas abaixo foram retiradas de um erro do WSUS mas que resolve da mesma forma o problema com o Exchange 2007 Snap-In.

1 Efetue o download do .NET SDK do site :
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=fe6f2099-b7b4-4f47-a244-c96d69c35dec&DisplayLang=en

2 Instale e depois navegue através de uma janela de prompt de commando:
C:\Arquivos de programas\Microsoft.NET\SDK\v2.0\Bin>

3 Verifique o token publico mmcex.resources.dll através do comando:
sn -T c:\WINDOWS\system32\pt-br\mmcex.resources.dll

4 O retorno tem que ser :
Public key token is 31bf3856ad364e35

5 Ignore a verificação de “Strong-Named Assemblies” para todas as instancias usando o seguinte commando:
sn -Vr *,31bf3856ad364e35

6 O retorno deve ser como está descrito abaixo, permitindo acesso ao token publico:
Verification entry added for assembly ‘*,31bf3856ad364e35′

7 Tente abrir o Exchange Server 2007 snap-in depois de executar os passos acima.

Conclusão: O Snap-In do Exchange Server 2007 pode ser acessado no Management Console Toolbox em uma máquina com Windows XP SP3 PTBr

Fonte: http://solucoesms.wordpress.com/2008/10/08/19/

Quando você faz logon em um computador com o Windows Vista ou o Windows 7 usando um perfil temporário, a seguinte mensagem de erro é exibida:

Falha no logon do Serviço de Perfil de Usuário. Não é possível carregar o perfil de usuário.

Este erro pode ocorrer se a configuração “Não fazer logon de usuários com perfis temporários” da Diretiva de Grupo estiver definida.

Causa

Esse problema pode ocorrer se o perfil de usuário tiver sido excluído manualmente por meio do prompt de comando ou do Windows Explorer. Um perfil excluído manualmente não remove o identificador de segurança (SID) da lista de perfis no Registro.
AVISO: A Microsoft NÃO recomenda este método para remover perfis de usuários das máquinas. A abordagem documentada e suportada utiliza as Configurações Avançadas do Sistema nas propriedades do sistema, nas configurações “Perfis de usuário”. Para os aplicativos, esse recurso está disponível na API “DeleteProfile”.
Se o SID estiver presente, o Windows tentará carregar o perfil usando o ProfileImagePathque aponta para um caminho inexistente. Por isso, o perfil não pode ser carregado.

Resolução

Para resolver esse problema, siga as etapas listadas no método abaixo.
Observação Você deve ser capaz de fazer logon com uma conta de administrador para corrigir seu perfil de usuário ou copiar os dados para uma nova conta. Antes de começar a corrigir o problema, faça logon no Windows usando outra conta que tenha permissões administrativas ou inicie no Modo de Segurança para fazer logon com a conta de administrador interno. Para obter mais informações sobre iniciar no Modo de Segurança, visite este site da Microsoft:

Iniciar o computador no modo de segurança

Método 1: Corrigir o Perfil da Conta de Usuário

Para fazer isso, siga as etapas abaixo:
Importante Essa seção, método ou tarefa contém etapas que descrevem como modificar o Registro. No entanto, sérios problemas poderão ocorrer caso você modifique o Registro incorretamente. Portanto, execute essas etapas cuidadosamente. Para ter mais proteção, faça um backup do Registro antes de modificá-lo. Assim, se ocorrer algum problema, você poderá restaurar o Registro. Para obter mais informações sobre como fazer backup e restaurar o Registro, clique no número abaixo para exibir o artigo da Base de Dados de Conhecimento Microsoft:

322756Como fazer backup e restaurar o Registro no Windows

  1. Clique em Iniciar
  2. Na área Iniciar pesquisa (Windows Vista) ou Pesquisar programas e arquivos(Windows 7), digite regedit e pressione Enter.
  3. Se for solicitado pelo UAC, clique em Continuar (Windows Vista) ou Sim (Windows 7).
  4. No Editor do Registro, vá para: HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\ProfileList
  5. No painel à esquerda, procure a pasta cujo nome começa com S-1-5 (chave SID) seguido por um número longo. Clique em cada pasta e localize ProfileImagePath no painel à direita, clique duas vezes para verificar se é o perfil da conta de usuário que apresenta o erro.

    Expandir esta imagem

    Perfil01.png

    • Se houver duas pastas cujo nome comece com S-1-5 seguido pelos mesmos números e um deles terminar com .bak. Altere a pasta .bak para uma pasta normal. Para fazer isso, siga as etapas abaixo:
      1. Clique com o botão direito na pasta sem .bak e escolha Renomear. Acrescente .ba ao final do nome da pasta.

        Perfil02.png

      2. Clique com o botão direito na pasta com .bak e escolha Renomear. Remova o .bak do final do nome da pasta.

        Perfil03.png

      3. Clique com o botão direito na pasta com .ba e escolha Renomear. Altere o .bakpor .bak no final do nome da pasta.

        Perfil04.png

    • Se houver apenas uma pasta cujo nome comece com S-1-5 seguido por um número longo termine com .bak. Clique com o botão direito na pasta e escolha Renomear. Remova o .bak do final do nome da pasta.
  6. No painel à direita, escolha a pasta sem .bak, clique duas vezes em RefCount, digite 0 e clique em OK.

    Perfil05.png

  7. No painel à direita, escolha a pasta sem .bak, clique duas vezes em Estado, digite 0 e clique em OK.

    Perfil06.png

  8. Feche o Editor do Registro.
  9. Reinicie o computador.
  10. Faça logon novamente com sua conta.

Método 2: Faça logon no Windows e copie os dados para uma nova conta

Crie uma conta e copie os dados da conta corrompida para a nova conta. Para obter informações sobre como fazer isso, visite um destes sites:
Windows 7

Reparar um perfil de usuário corrompido (Windows 7)

Windows Vista

Reparar um perfil de usuário corrompido (Windows Vista)

Método 3: Exclua o SID com erro e crie outro perfil

Para excluir o SID com erro e criar outro perfil, siga estas etapas:

  1. Exclua o SID com erro.
    Para que possamos corrigir esse problema para você, vá para a seção “Corrigir para mim“. Se preferir corrigir o problema sozinho, vá para a seção “Desejo corrigir sozinho“.


    Corrigir para mim

    Para corrigir o problema automaticamente, clique no link Corrigir este problema. Em seguida, clique em Executar na caixa de diálogoDownload de Arquivo e siga as etapas descritas neste assistente.

    Corrigir este problema
    Microsoft Fix it 50446

    Observação Esse assistente pode estar apenas em inglês, mas a correção automática também funciona para versões do Windows em outros idiomas.
    Observação Se o computador que você está usando não apresentar o problema, será possível salvar a correção automática em uma unidade flash ou em um CD para executá-la posteriormente no computador com esse problema.

    Desejo corrigir sozinho

    Importante Essa seção, método ou tarefa contém etapas que descrevem como modificar o Registro. No entanto, sérios problemas poderão ocorrer caso você modifique o Registro incorretamente. Portanto, execute essas etapas cuidadosamente. Para ter mais proteção, faça um backup do Registro antes de modificá-lo. Assim, se ocorrer algum problema, você poderá restaurar o Registro. Para obter mais informações sobre como fazer backup e restaurar o Registro, clique no número abaixo para exibir o artigo da Base de Dados de Conhecimento Microsoft:

    322756Como fazer backup e restaurar o Registro no Windows

    Para resolver esse problema sozinho, execute as seguintes etapas:

    1. Exclua o perfil usando a caixa de diálogo Propriedades do Computador. Para fazer isso, siga estas etapas:
      1. Clique em Iniciar, clique com o botão direito do mouse em Computador e clique em Propriedades.
      2. Clique em Alterar configurações.
      3. Na caixa de diálogo Propriedades do sistema, clique na guia Avançado.
      4. Em Perfis de Usuário, clique em Configurações.
      5. Na caixa de diálogo Perfis de Usuário, selecione o perfil que você deseja excluir, clique em Excluir e em OK.
    2. Clique em Iniciar, digite regedit na caixa Iniciar pesquisa e pressione ENTER.
    3. Localize e expanda a seguinte subchave do Registro:

      HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\ProfileList

    4. Clique com o botão direito do mouse no SID que você deseja remover e clique emExcluir.
  2. Faça logon no computador e crie um novo perfil.

Fonte: http://support.microsoft.com/kb/947215

Navegando pela NET, eu achei um Mini-Manual do VI, um Editor do Linux. Achei muito util e porque não guarda-lo no meu Manual de Bolso… Segue abaixo o Post do colega “Lucas TIMM” { http://timmerman.wordpress.com }

O editor vi é onipresente em todo sistema operacional Unix-based ou Unix-Like. Ou, pelo menos alguma forma “adulterada” dele (vim) ou algum clone (elvis).
Mas, na prática, a usuabilidade é igual. Lets go? Digite ae, vi /algum/arquivo.txt ou simplesmente vi (para abrir um texto vazio).

Os modos de operação

O vi é dividido em dois modos de operação. O modo de comando (command) e o modo de inserção (insert). Quando estiver em modo de inserção, as teclas digitadas
entrarão como caracteres no texto. Para voltar ao modo de comando, pressionar a
tecla ESC.

Recomendo, após qualquer caractere digitado, bater na tecla ESC. Não estranhe se virar um vício!

Enfim, os comandos…

Após a noção de como a criança funciona, chegamos à parte dos finalmente: “Os comandos”.

i – Entra em modo de inserção
o – Insere uma linha abaixo do cursor e entra em modo de inserção
O – Insere uma linha acima do cursor e entra em modo de inserção
h – Move o cursor pra trás
j – Move o cursor pra linha de baixo
k – Move o cursor pra linha de cima
l – Move o cursor pra frente
v + h, j, k ou l – Seleciona o texto (segurar o v)
y – copia o texto recém selecionado
c – corta o texto recém selecionado
p – cola o texto recém copiado/cortado
x – Apaga um caractere (delete)
shift + x – Apaga um caractere (backspace)
dd – Apaga uma linha inteira
u – Desfaz a ultima alteração recém-feita
/string – Procura pela ocorrência string no texto
n – Passa para a próxima ocorrência previamente pesquisada
:! – executa um comando
: x /nome/do/arquivo.txt – Salva com o nome designado e sai do vi.
: x! – Salva e sai de um arquivo já nomeado (caso esteja editando um existente)
:w /nome/do/arquivo.txt – Salva o texto com o nome especificado
:wq – Salva e sai
:wq! – Salva e sai sem pedir confirmação.
ZZ – Também, salva e sai sem pedir confirmação e sem tchauzinho.
:e /nome/do/arquivo.txt – Abre o arquivo para edição
:u – Desfaz todas as alterações desde o ultimo salvamento

É importante lembrar que, se você criar o arquivo antes de editá-lo com o vi, já com uma extensão (exemplo: touch script.c) ele já abrirá o
arquivo com o highlight proprio pra linguagem C (extensão .c), o que (obviamente) também vale pra outras extensões.

Ah, concluindo, pode parecer dificil fazer o uso do vi no início, mas por incrivel
que pareça, 20 minutos de uso e você estará craque 😀

Abraços, Lucas Timm.

Fonte: http://timmerman.wordpress.com/2007/01/21/10/

Para configurarmos o IP Statico no DEBIAN via Linha de Comando, siga os passos abaixo.

Primeiramente precisaremos fazer um Backup do arquivo “interfaces” antes de modifica-lo. o arquivo fica localizado em: /etc/networking/interfaces

# cp /etc/networking/interfaces /etc/networking/interfaces.bak

Vamos editar o arquivo com o editor “vi

# vi /etc/networking/interfaces

Adicione as Linhas abaixo no arquivo “interfaces” e salve-o, conforme nosso exemplo abaixo. Para salvar o arquivo pressione “ESC” + “:” + “x” {Não utilizar o sinal de + e as Aspas}

# The loopback interface
auto lo
iface lo inet loopback

# The first network card - this entry was created during the Debian installation
# (network, broadcast and gateway are optional)
auto eth0

iface eth0 inet static
   #set your static IP below
   address 192.168.1.118  

   #set your default gateway IP here
   gateway 192.168.1.1

   netmask 255.255.255.0
   network 192.168.1.0
   broadcast 192.168.1.255

Apos salvar o arquivo de configuração, reinicie o serviço de rede com o comando:

# /etc/init.d/networking restart

Apos a reinicialização do serviço, o DEBIAN ira trabalhar com o novo IP, o IP Statico.

Fonte: http://www.techiecorner.com/486/how-to-setup-static-ip-in-debian/

Ha uns dias encontrei um post muito bom de um amigo, que tambem enfretou o mesmo problema que eu !!!  Segue abaixo.

Olá pessoal

Passei por um problema recentemente e a solução dele é bem simples e pode ajudar muita gente, por isso resolvi compartilhar.

Fizemos o procedimento de renovação do Certificado Digital do nosso Webserver com IIS 6.0, tudo ocorreu normalmente e recebemos o certificado novo.

Quando instalamos o novo certificado, nenhuma página com HTTPS estava abrindo. O Navegador retornava um erro dizendo que não era possível estabelecer uma conexão segura com o servidor.

Ao analisar o problema verificamos o seguinte ao abrir o certificado instalado o trecho sublinhado abaixo visto na imagem não estava sendo exibido, estava tudo em branco.

Erro_Certificado_01

Ou seja o problema estava ocorrendo pois por algum motivo a chave privado do certificado tinha se perdido ou corrompido.

Para resolver isso basta fazer o seguinte digite o seguinte comando.

certutil -repairstore my “45 a6 1a a7 54 35 5a ec df b5 d3 73 5d 53 f6 1a 81 c6 68 6b

Troque a sequência de números acima pelos número obtidos no certificado com problema, para isso abra o certificado vá na guia Detalhes selecione o campo Thumbprint você irá então obter os números corretos para executar junto ao comando acima.

Erro_Certificado_02

Feito isso o certificado passou a funcionar normalmente.

Espero que essa informação possa ser útil

Lembre-se também de compartilhar por gentileza

Meus agradecimento ao Adilson Oliveira que ajudou na resolução do problema

http://www.linkedin.com/pub/adilson-basilio-de-oliveira/20/539/402

Fonte:  http://hernaneac.net/2012/12/21/erro-de-certificado-no-iis/